DEPUTADA AO PARLAMENTO EUROPEU

EUROPA COM O MINHO NO CORAÇÃO

ISABEL CARVALHAIS É CORRELATORA NA COMISSÃO DE INQUÉRITO DO PARLAMENTO EUROPEU SOBRE A PROTEÇÃO DOS ANIMAIS DURANTE O TRANSPORTE

Deputada portuguesa considera que o cumprimento das regras para o transporte de animais vivos é parte inseparável das questões que se relacionam com o bem-estar animal.

 

Isabel Estrada Carvalhais foi indicada pelos Socialistas e Democratas no Parlamento Europeu (S&D) para correlatora na Comissão de Inquérito sobre a Proteção dos Animais durante o Transporte (ANIT).

Na comissão todos trabalhamos de modo muito empenhado para determinar quais as melhorias necessárias ao sistema, tendo em vista o objetivo último: garantir o respeito escrupuloso das regras de bem-estar animal durante o transporte”, assegurou a eurodeputada, ao saber desta indicação. Salientou ainda que será necessário começar a trabalhar rapidamente, com a colaboração de todos os que constituem esta Comissão, na análise dos contributos que forem sendo recolhidos.

A Comissão irá desenvolver diversas linhas de trabalho de forma a reunir dados que consubstanciarão as suas conclusões. A condução de audições públicas com especialistas, convites a testemunhas, solicitação de documentos às diversas entidades responsáveis e promoção de estudos no âmbito do transporte animal, são algumas destas linhas de trabalho a desenvolver. Sempre que necessário, e possível, neste contexto pandémico, irá também realizar missões de apuramento de factos no terreno.
Os trabalhos terminarão no final da vigência desta Comissão, em meados de 2021, com a apresentação de um relatório final, para o qual Isabel Carvalhais será correlatora.

A COMISSÃO ANIT
Criada no passado mês de junho, a ANIT concentra-se no modo como regras estabelecidas na legislação europeia estão a ser implementadas pelos Estados Membros e se a Comissão Europeia as faz cumprir de maneira adequada. “A criação desta comissão justifica-se pelos sucessivos relatos de abusos e violações ao regulamento de proteção de animais no transporte de longo curso, dentro da União Europeia e para países terceiros”, revela Carvalhais.

Segundo a deputada “este é um tema que nos toca a todos profundamente e o transporte de animais vivos é uma parte inseparável do bem-estar animal. A maneira como tratamos os animais diz muito sobre nós enquanto pessoas e como sociedade”, acrescentando que “não podemos ter regras e depois admitir que as mesmas não sejam cumpridas por todos da mesma maneira”.