DEPUTADA AO PARLAMENTO EUROPEU

EUROPA COM O MINHO NO CORAÇÃO

EURODEPUTADA EM GUIMARÃES PARA VISITAS DE TRABALHO INSTITUCIONAL

Desenvolvimento local na agenda da eurodeputada no Concelho de Guimarães


A eurodeputada do distrito de Braga, eleita pelo Partido Socialista, Isabel Estrada Carvalhais esteve esta sexta-feira, dia 10, em visita institucional ao concelho de Guimarães, no sentido de aprofundar os contactos de proximidade ao território no âmbito de seu trabalho parlamentar. Outro objetivo que a própria destaca, é o de  “perceber que dinâmicas estão em curso e que outras podem ser despertadas no no que respeita ao reforço da capacitação do mundo rural“.Recorde-se que Isabel Carvalhais foi recentemente nomeada relatora do Parlamento Europeu para o Relatório sobre a Visão de longo curso para o mundo rural, estando empenhada em tomar esta oportunidade para, como refere “dar maior visibilidade a esta parte essencial da nossa identidade e por onde passa a sustentabilidade do nosso  futuro”. Os trabalhos da visita da eurodeputada, iniciaram-se com uma reunião com a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Ave, e com duas entidades de desenvolvimento local da designada NUT III Ave: a Sol do Ave e a Probasto. Seguiu-se uma visita guiada às Hortas Comunitárias, e um encontro com Domingos Bragança, Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, num almoço de trabalho que decorreu numa unidade de restauração que privilegia as cadeias curtas de produção e a inovação gastronómica na base de produtos endógenos tradicionais. Com um papel ativo na Comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural do Parlamento Europeu, Isabel Carvalhais referiu que estes contactos são indispensáveis para perceber a visão que quem trabalha no terreno tem sobre as dificuldades do mundo rural, mas também sobre as oportunidades e os caminhos que podem dar maiores garantias de sucesso na sua concretização. Carvalhais sublinhou ainda que “todos os relatórios e documentos seja da Comissão Europeia seja do Parlamento Europeu apontam para a importância da ação dos agentes locais” na concretização de desenvolvimento económico, de inclusão social, de valorização dos territórios, pelo que “é fundamental que quem está nos territórios sinta que tem verdadeira propriedade sobre os processos de decisão” rematando que, “não basta a sua presença em processos de auscultação”. “Entidades locais com papel muito positivo” Para a eurodeputada o papel das entidades locais é fulcral para encarar os desafios contemporâneos. Referindo-se à Sol do Ave, e à ProBasto, mas sem descurar outras entidades de desenvolvimento local, Isabel Carvalhais fez questão de sublinhar o papel determinante que estas têm tido na concretização de “muitos projetos que têm feito toda a diferença no território“, lembrando que  “a capacitação criada por esses projetos  tem permitido envolver muitas mulheres, que no mundo rural são muitas vezes as mais afetadas pela vulnerabilidade social e pelo desemprego“. Isabel Estrada Carvalhais falou ainda da sua expectativa de que estas entidades de apoio ao desenvolvimento local continuem a dispor das condições necessárias para poderem continuar a trabalhar da forma que lhes garanta a melhor resposta a territórios de baixa densidade, onde o trabalho de proximidade tem gerado um capital de confiança insubstituível.