DEPUTADA AO PARLAMENTO EUROPEU

EUROPA COM O MINHO NO CORAÇÃO

A instrumentalização da Basílica de Santa Sofia

A Basílica de Santa Sofia foi declarada museu em 1934 num decreto emitido por Kemal Ataturk. Pertence à lista do Património Mundial da UNESCO pela “sua integração única de obras-primas arquitetónicas que refletem o encontro da Europa e da Ásia ao longo de vários séculos”.

 

No entanto, a República da Turquia ignorou as classificações da UNESCO e procedeu a uma declaração que converteu esta infraestrutura numa mesquita.

 

A carta de apoio de Isabel Carvalhais assinou defende que a instrumentalização da Santa Sofia pela República da Turquia para exercer pressão na Europa prova que se trata de um desrespeito pelo Direito Internacional e pelos valores europeus.

 

Por isso, pede-se ao Vice-Presidente da Comissão Europeia, Josep Borrell, que tome medidas adequadas a fim de salvaguardar este local, proteger os acordos internacionais e o quadro da UNESCO e defender os valores e princípios europeus fundamentais.

 

“A basílica é Património Comum da Humanidade e pela sua longa história de confluências culturais, religiosas, políticas, há muito terá superado a condição de simples local de culto religioso, pelo que deveria permanecer acima de instrumentalizações desta natureza”.